O que fazer de produtivo e útil nas férias?

Você já pensou a respeito disso? Se sim, parabéns, você está no caminho certo como ser humano consciente! Se ainda não, mas despertou para isso agora após a pergunta, já é um excelente começo! Bora lá, pras dicas?

  1. Faça algo que você sempre quis e que gosta, mas durante o período normal não consegue, devido aos afazeres, ao estudo, ao trabalho, etc. Essa dica parece bastante óbvia, mas vamos explicar assim: seja uma coisa simples, uma “mais ou menos” ou até uma bem sofisticada. Mas o importante mesmo é: faça enquanto pode, enquanto tem condições, faça logo; o amanhã a Deus pertence e, se você crê nisto, não deverá deixar pra depois o que puder fazer agora, já. É o famoso ideal neoclássico ” carpe dizem ” , algo como aproveite o dia.
  2. Encontre uma pessoa que gosta, que more distante ou que também seja bastante ocupada como você costuma ser. Prático e simples, não é? Nem sempre! Relacionamentos distantes são difíceis de manter, exceto se a pessoa em questão é para você apenas uma correspondente ocasional noutra freguesia, cidade, província, estado, país, nação, etc. Vou dar um exemplo básico: eu moro em Pedro II – Piauí e tenho uma amiga na cidade de Parnaíba – Capital do Delta do Parnaíba. Num feriado ou férias é bastante fácil visitá-la, são apenas uns 250km, é só combinar e pegar a estrada, dá pra retornar até no mesmo dia. Mas, outro exemplo, eu moro no Piauí e tenho uma amiga-correspondente em Brasília-DF. Ah… Nesse caso, eu até consigo visitar a pessoa, mas eu preciso me preparar e programar muito bem, pois vou ter que juntar dinheiro para várias necessidades aí embutidas nessa viagem: vou ter que pagar o táxi, o ônibus ou o carro de frete, o carro de aplicativo etc. até o Aeroporto em Teresina ou Parnaíba, que são os mais próximos com voo pra Brasília, ou, se eu for via Rodoviária, o ônibus ou veículo próprio até lá. De onde estou até Teresina ou Parnaíba são cerca de 2h30 de carro. De avião, pra Brasília, penso que é algo em torno de 4h em avião de carreira, comercial. Do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek para a hospedagem, dá de 30min a 60min. De lá até onde mora minha amiga-correspondente, mais 1h. Se for via rodoviária, são 2 dias de viagem, passando por: Piauí, Tocantins, Goiás, Distrito Federal. Tenho que ir ou numa empresa de ônibus com essa linha ou num veículo preparado pra pegar a estrada. Lembrando que terei de estar preparado pra gastar (ou investir!) nessa viagem com: roupas, bagagem, transporte, combustível, alimentação, hospedagem, higiene, um presente pra minha amiga-correspondente (lógico!), etc. E saber que vou precisar de pelo menos um final de semana pra compensar a visita. Logo, depende! Mas, “tudo vale a pena, se a alma não é pequena” não é mesmo?
  3. Faça algo que te faz sentir bem com a mente, a alma, a fraternidade, por exemplo: algo ligado a artes ou artesanato ou turismo pedagógico, algo ligado a ativismo socioambiental ou mobilização ligado a uma boa causa humanitária, ou um trabalho voluntário ou apoio religioso na igreja. São só algumas ideias, mas deu pra sacar o sentido: algo que te faça feliz, não por dinheiro, status ou prazer venial.
  4. Leia, escreva, dite, recite ou fale algo bem legal pra alguém que você adora ou ama! Nós somos seres sociais, por natureza, e precisamos de estímulos, reconhecimento e valorização humana. A vida é um troço assim: ou você vive pra trabalhar, ou trabalha pra viver, ou vive e trabalha pra ser feliz de verdade, essa última forma é a melhor e mais completa, logo, deve ser buscada. Assim, o ser humano só progride, avança, edifica e evolui se é amado e sensibilizado com o amor ao seu próximo. Uma dica dentro da dica: se conseguir, mesmo sendo uma pessoa comum, ensinar alguém pela sua expressão generosa de gentileza e sinceridade, ambos ganham: você, por ter sido feliz ao conceder amor ao semelhante; e o próximo, que recebeu amor, amizade, atenciosidade e com certeza seguirá com a ideia e ação adiante.
  5. Use algumas boas horas do seu dia para oração, meditação e religião (do latim, “religare” i. é., religar, ligar novamente) com Deus. Isso eu aprendi desde bem cedo, quando bem criança ainda eu colônia, pintava, desenhava e copiava a partir de uma coleção religiosa das “Edições Loyola” que ministrava a base de Ensino Religioso de maneira muito humanística, me recordo. Isso vale pra qualquer tipo de religião, etnia, raça, gênero, idade, classe social, profissão, etc. O importante é você exercitar essa reunião com Deus, por uma hora, que seja, em cada turno do dia: manhã, tarde, noite, … Pode ser também assim: visite um asilo de idosos, um orfanato, uma clínica de ressocialização, um albergue, uma casa de recuperação, um clube social da comunidade, uma igrejinha local do seu bairro, um grupo de jovens, uma casa de cultura popular, etc. Dê seu testemunho de fé com gestos e atitudes verdadeiramente amorosas e amistosas, de coração mesmo, colaborando, se doando. Verá que vai se sentir muito bem, antes, durante e depois.

Bom feriado, boas férias, mas também, boas atitudes pra você! Pense no bem do seu próximo assim como pensa no bem a si próprio e a sua família e amigos. Cuide-se bem. Deus te abençoe. +

(fonte: Instagram frases_catolicasoficial).
%d blogueiros gostam disto: